Conselhos para tu que queres trabalhar em Gestão de Recursos Humanos

/, Gestão e Negócios/Conselhos para tu que queres trabalhar em Gestão de Recursos Humanos

Conselhos para tu que queres trabalhar em Gestão de Recursos Humanos

2018-06-13T18:38:41+00:00 May 11th, 2018|Campos de estudo, Gestão e Negócios|
  • O profissional de Recursos Humanos tem como objetivos principais gerir planos de carreira, analisar estratégias institucionais, elaborar planos táticos e operacionais de recrutamento, seleção e treinamento de pessoal
  • Até em momentos de crise económica há espaço para o Gestor de Recursos Humanos, já que as empresas apostam pela gestão eficiente das equipas, visando aumentar a produtividade
  • Nos últimos anos, houve importantes transformações na área de Recursos Humanos e no perfil do profissional, que agora contribui diretamente para a rentabilidade e eficiência do negócio
  • O setor de Recursos Humanos é o grande responsável pela construção da cultura da empresa, aquilo que são as normas, costumes e ambiente de trabalho únicos a cada organização

Tendências contemporâneas e perfil do novo profissional em RH

Conhecer tecnicamente os processos operacionais de contratação, remuneração e benefícios são algumas das habilidades atribuídas logo de primeira a um profissional do setor de Recursos Humanos. Entretanto, na atualidade, estes aspectos já não são mais capazes de diferenciar os bons profissionais de RH. Outra grande mudança observada é que a formação em pedagogia ou psicologia já não é mais essencial para um profissional que lida com gestão de pessoas.

Obviamente, os processos tradicionais continuam tendo o seu lugar e garantem o bom funcionamento da organização, mas é preciso algo mais para que o profissional de RH seja capaz de propor soluções alinhadas com a estratégia do negócio, e que tragam uma vantagem competitiva. É preciso combinar a humanização da gestão e a sustentabilidade do negócio, a estratégia e as ciências humanas.

gestao recursos

Isso faz-se através da constante revisão e evolução dos processos internos da área, como também da capacitação e apoio para que os profissionais se desenvolvam e atinjam suas metas. O profissional de Recursos Humanos dos próximos anos estará mais próximo dos negócios, percebendo as necessidades nas diversas áreas, projetos e entregas.

Assim, será capaz de identificar interna ou externamente os indivíduos mais aptos para trabalhar na organização ou num projeto específico. Não só isso, como também será ele o facilitador do desenvolvimento de conhecimentos e competências destes indivíduos, seja em treinamentos formais, ou então no dia-a-dia, em processos de coaching e mentoria, por exemplo.

A importância da cultura organizacional

Empresas com uma cultura organizacional positiva têm melhor performance, produtividade e lucratividade do que aquelas que não a têm. Uma cultura organizacional inclui os valores, visão, ideais, normas, linguagem, costumes e sistemas de uma empresa. Um bom profissional de Recursos Humanos é capaz de gerir a cultura de sua empresa, e isso vê-se em diversas iniciativas.

  • O gestor de RH deve saber integrar bem as diferentes gerações presentes dentro de uma empresa e aproveitar os melhores contributos de uns e de outros.
  • É de sua responsabilidade também manter-se atualizado quanto às tendências internas e externas à sua organização para saber como agir e planear o futuro.
  • Se há alguma discrepância entre as práticas dentro da empresa e sua visão e missão, é ele quem deve procurar soluções.

Conselhos para tu que queres trabalhar em Gestão de Recursos Humanos

Se o teu sonho de carreira é trabalhar com Recursos Humanos, então confere alguns conselhos que poderão ser úteis para ti:

  1. Começa com um estágio: estudantes podem começar na área através de um estágio, que geralmente permite conhecer um pouco de cada subdivisão da área. Caso já tenhas concluído um curso superior, é possível exercer funções mais táticas, para ir conhecendo melhor cada disciplina. Áreas como recrutamento, treinamento, e funções que vão do operacional ao estratégico são boas opções.
  2. Escolhe entre a função de especialista ou generalista: é mais fácil começar por uma área específica, como remuneração, benefícios, recrutamento e desenvolvimento organizacional. Depois, poderás optar por especializar-te e crescer como especialista (Gerente de Benefícios, Diretor de Recrutamento e Seleção, etc.) ou conhecer um pouco de cada área e tornar-te um generalista
  3. Investe na tua aprendizagem e formação: boa parte dos profissionais de RH são formados em Gestão ou Psicologia, mas, por ser uma área muito abrangente, cada vez mais encontram-se engenheiros, economistas, pedagogos e profissionais de comunicação. Normalmente, estes profissionais realizam diversas especializações, MBA’s e treinamentos para dar suporte à área.

Qual o curso certo para mim?

Se gostaste do perfil de um profissional em Recursos Humanos, e tens vontade de ingressar num dos ramos mais dinâmicos dentro das empresas modernas, tens de ter a capacidade de auto-conhecimento. Cabe a ti detetar tuas lacunas de desenvolvimento e buscar maior capacitação. Se quiseres alcançar outros patamares, não podes parar de investir na tua carreira.

Se estás na dúvida sobre qual curso deverás fazer, aqui encontras dezenas de opções capazes de guiar-te àquilo que queres.

Investe no teu futuro, capacita-te agora!